top of page

A história do vinho retratos

“Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só.

 Mas sonho que se sonha junto é realidade.”

(Miguel de Cervantes/Raul Seixas/John Lennon)


Recebemos a missão de escrever sobre a história do nosso tão esperado vinho. E para nós, Monsters, missão dada é missão cumprida, mesmo que demore mais que o previsto.

Então, inspirado no livro “A arte de fazer um grande VINHO”, segue a história do nosso primogênito.

Uma ideia, um projeto, um sonho realizado.

 

Março de 2022. A ideia.

Os membros da Confraria Monsters Of Wine se reúnem, mensalmente, de forma virtual para estudar sobre o mundo maravilhoso do vinho, fazer degustação do vinho escolhido e compartilhar nossas histórias sempre regadas a boas risadas. O encontro tem hora para começar, mas só termina quando o último membro da “Turma do Fundão” se despede.

Em 25 de março de 2022, após nossa reunião mensal, a turma do fundão permaneceu reunida e entre conversas, brincadeiras e sorrisos, um dos nossos confrades falou da sua experiência em fazer um vinho com seus amigos.

Os olhos dos Monsters brilharam, o coração bateu mais forte e, quando menos se espera, um outro confrade lança a ideia “E se fizermos nosso próprio vinho? E se fizéssemos o vinho Monster?” A frase foi suficiente para despertar em alguns membros, o sonho de elaborar seu próprio vinho. A ideia foi passada para o presidente da confraria que junto com os membros da organização sugeriu criar um grupo de trabalho para estudar a possibilidade de fazermos o Vinho Monster.

E lá fomos nós, arregaçar as mangas, solicitar voluntários no nosso grupo do telegram “Monsters Of Wine” com o objetivo de formar um Grupo de Trabalho (GT) e entrar em campo ou melhor no parreiral. E no dia 31/03/2022 após adesão de voluntários, foi criado o Grupo de Trabalho do Vinho Monster no WhatsApp.

 

Primeiro de abril. Dia da verdade.

O grupo de trabalho (GT) foi formado com membros da confraria que se voluntariaram, tendo sua primeira reunião no dia 1º de abril. Parecia até mentira, mas era pura verdade. Neste encontro virtual, foi apresentada a Vinícola Pinhal Alto, sendo detalhados os passos trilhados para elaboração do vinho. Após muita conversa, troca de ideias e sugestões, tomou-se a decisão de criar um projeto para viabilizar a elaboração do Vinho Monster.

 

Abril de 2022. O desafio do projeto.

O Projeto 1 do Vinho Monster consistia na aquisição de duas barricas de carvalho francês de primeiro uso, com tosta média, compra dos mostos das uvas Merlot e Cabernet Sauvignon junto à Vinícola Pinhal Alto, compra das garrafas, rolhas, cápsulas e elaboração de rótulos. As duas barricas renderiam o total de 576 garrafas de 750ml, divididas em 48 cotas, contendo cada cota 12 garrafas.

No dia 3 de abril o projeto foi encaminhado para a organização da confraria e após o aval dos organizadores, foi feita a primeira divulgação do GT (Grupo de Trabalho) no grupo da confraria, que na época ainda era no Telegram.

Dia 4 de abril de 2022, divulgada a apresentação no grupo Monsters Of Wine, contendo as informações sobre a Vinícola Pinhal Alto, o detalhamento do projeto 1 do nosso vinho, com as disposições das 48 cotas para aquisição e, ao final, uma pesquisa para verificar a aceitação, a adesão dos confrades e o quantitativo de cotas que cada membro teria interesse em adquirir.

A adesão inicial foi boa com interesse em 29,5 cotas, mas não o suficiente para viabilizar o projeto que precisava contar com a aquisição das 48 cotas.  

O sonho do vinho Monster, que mal tinha iniciado, parecia que não se realizaria .... até que um dos nossos confrades sugeriu no grupo da confraria que, caso todas as cotas não fossem adquiridas pelos Monsters, pudesse ser aberta a possibilidade de oferecê-las aos amigos dos confrades e confreiras, ficando o Monster participante responsável pelos amigos adquirentes.

Neste momento, os Monsters ficaram num impasse, pois o tempo era curto, já que precisávamos confirmar junto à Pinhal Alto o nosso interesse em adquirir as barricas que seriam compradas em conjunto com a vinícola.

A corrida contra o tempo foi vencida e restando 10 cotas para integralizar o projeto, abriu-se a oportunidade para que os amigos e parentes dos confrades ingressassem no projeto, finalizando a aquisição das 48 cotas.

No dia 14 de abril de 2022, primeiro aniversário da nossa confraria, o resultado da adesão ao projeto e a sua viabilidade foram oficialmente apresentados na nossa reunião mensal, cujo tema era a uva Malbec.

Após divulgação da viabilidade do projeto, foi elaborada uma Carta Compromisso agradecendo a adesão, especificando o número de cotas adquiridas, forma de pagamento e a informação da nossa primeira viagem para a Vinícola Pinhal Alto em São Valentim do Sul.

 

Maio de 2022. A escolha.

Em 5 de maio de 2022, após pagamento da primeira parcela do vinho Monster, as Barricas de carvalho francês "Seguin Moreau" Classic de Tosta Media foram encomendadas. E os Monsters, sempre muito animados, começaram a preparar as malas rumo à São Valentim do Sul para a escolha das safras das uvas merlot e cabernet sauvignon.

Dia 14 de maio de 2022, finalmente, chegou o dia “D”, dia da Degustação dos vinhos. O enólogo Lucas Fardo e sua família prepararam a vinícola e uma grande recepção com direito a churrasco de costelão, saladas e o maravilhoso sagu de sobremesa. Os Monsters foram recebidos com muito carinho e aqueles que não conseguiram participar presencialmente, puderam acompanhar tudo de forma virtual com transmissão ao vivo e, contando com a ajuda dos confrades e confreiras que lá estavam, puderam ouvir a explicação do enólogo e saber as impressões de cada membro da confraria.

No dia da escolha, foram degustadas três safras, 2020, 2021 e 2022 das uvas merlot e cabernet sauvignon. A safra de 2021 foi descartada na primeira votação e a disputa ficou entre as safras de 2020 e 2022, saindo vencedora a de 2022, para ambas as uvas, mesmo após defesa histórica de uma de nossas confreiras para escolher o cabernet sauvignon 2020.

A viagem da escolha rendeu dias memoráveis de muita alegria e diversão com direito a visita às vinícolas da região, passeio de trator, degustações de vinhos e espumantes para celebrar a vida, a amizade e a escolha do nosso vinho. Dizem, que até um certo “cabeludo” ficou impressionado com o desempenho e resistência etílica dos Monsters.  

 

 Junho, julho e agosto de 2022. Bebês nas barricas.

Em junho, nossas barricas chegaram no Brasil e seguiram para a Tanoaria Mesacaza onde seria realizada a gravação da logomarca da confraria e das assinaturas de todos os participantes do projeto, mas em razão do custo elevado, optou-se por gravar apenas o logo da confraria e a arte com nossas assinaturas foi guardada para ser usada em outra oportunidade.

No mês de julho, as barricas já com a marca da confraria foram encaminhadas para vinícola Pinhal Alto e no dia 19 de julho a primeira barrica foi preenchida com o vinho Merlot 2022. Neste mês também surgiu a ideia de fazermos o “selo Monster” para premiar nossos vinhos.

O mês de agosto foi tenso, pois tínhamos o capital para comprar as garrafas, mas a do modelo indicado no projeto não estava disponível no mercado e aquelas que guardavam semelhança com a garrafa do projeto estavam acima do nosso orçamento. Outro ponto importante na escolha da garrafa era a definição da cápsula a ser usada (cera ou alumínio), pois certos modelos só aceitam a cera. Após várias reuniões do GT e conversas com o enólogo da Pinhal Alto, chegou-se à conclusão que seria melhor adquirir um pallet de garrafas do tipo “Colchagua” na cor âmbar, pois apresentou melhor custo-benefício-qualidade. Mas agosto também nos trouxe alegria e no dia 18 do mês oito, nosso cabernet sauvignon 2022 foi descansar na barrica.

Como costumamos dizer nossos bebês foram para a barrica.

 

Outubro, novembro e dezembro de 2022. O concurso. O Nome.

Enquanto nossos bebês descansam em berço de carvalho francês, deu-se início ao concurso para escolha do nome do Vinho Monster. No dia 11 de outubro teve início as inscrições para que todos os participantes do projeto pudessem sugerir o nome e no final do mês já tínhamos a lista dos nomes sugeridos e uma viagem agendada para janeiro de 2023, com o objetivo de fazer a primeira degustação dos vinhos, pós barrica.  

Em novembro, entre pagamento de parcela adicional e compra de garrafas, foi finalizada a relação com os nomes indicados, em dezembro ocorreu a votação que foi feita em duas etapas, a primeira contendo todos os nomes sugeridos, sendo selecionados os seis mais votados e na segunda etapa a escolha se deu entre os seis primeiros colocados, sendo escolhido o nome “Vinho Retratos”.

Após a escolha do nome, surgiu a ideia de ser colocado um subtítulo para diferenciar os varietais e assemblage. Inicialmente, pensou-se em prestigiar os demais nomes sugeridos pelos confrades e que ficaram entre os seis primeiros colocados, mas, ao final, foi acolhida a indicação da confreira que batizou o vinho de Retratos, sendo escolhido o subtítulo “Unânime” para o Merlot, pois a safra 2022 foi escolhida por unanimidade;  “Vertente”, para o Cabernet Sauvignon, porque a safra 2022 foi escolhida pela maioria, tendo apenas um voto divergente; “Encontro” para o Assemblage  que promoveu a junção dos varietais.

 

Janeiro de 2023. Primeira degustação.

Virada de ano, começo de novas histórias e os Monsters começaram o ano em grande estilo, viajando para São Valentim do Sul.

Neste encontro conhecemos pessoalmente nossos confrades do Rio Grande do Norte que vieram participar da degustação e os amigos do projeto que adquiriam as cotas externas, embarcaram no nosso sonho e puderam conhecer e participar da nossa história.

Vinte e oito de janeiro, finalmente, chegou o dia da degustação, parte dos confrades seguiu no ônibus locado para o evento e parte decidiu fazer o trajeto caminhando, porque para degustar o vinho Retratos, “até a pé nós iremos”.

Como de costume o enólogo falou sobre nosso vinho, relembrando que o Merlot estava há seis meses na barrica e o cabernet sauvignon passou cinco meses e, entre risadas e conversas, enquanto sentíamos o cheiro maravilhoso do costelão e do frango assando na brasa, degustamos os vinhos Retratos. Não sei se foi o aroma do costelão ou do frango, mas teve gente achando que o cabernet sauvignon era o merlot e que o merlot era cabernet sauvignon.

Feita a degustação, a impressão dos membros presentes foi que o merlot estava quase no ponto para ser retirado da barrica, enquanto o cabernet sauvignon ainda se apresentava agressivo nos taninos, concluindo que ambos os vinhos deveriam permanecer por mais alguns meses na barrica.

Após dias memoráveis, os Monsters voltam para casa com a bagagem cheia de memórias afetivas.

 

Maio e junho de 2023. O Dilema.

Em maio de 2023, o GT se deparou com um grande dilema. Qual o momento para se retirar os vinhos da barrica?

Algumas variáveis foram levantadas:

1) Quando fossem retirar os vinhos, as barricas não poderiam ficar por muito tempo sem outro mosto dentro, porque poderia estragar (brettanomyces). Então, a data de retirada do vinho retratos 1, teria que ser conectada com a colocação do novo mosto.

2) Mas para se colocar novo vinho dentro das barricas, teria que ser engatilhado o projeto 2 do vinho retratos.

3) Para iniciar o projeto vinho retratos 2 teria que se ter adeptos suficientes e escolher as novas uvas.

4) Para adquirir o novo vinho, tinha que ver a disponibilidade de mostos junto à Pinhal Alto ou em outro fornecedor, como sugerido por um dos membros do GT. Para adquirir mosto em fornecedores diversos havia a questão da quantidade vendida (só vendem 500l), o que seria acima da capacidade de uma barrica (225l), inviabilizando a utilização de duas uvas diferentes;

5) Se fosse escolhido novo fornecedor, verificou-se a possibilidade de retirar o projeto da Pinhal Alto, o que implicaria no transporte das barricas para o novo local tendo que conciliar a dinâmica do transporte e permanência mínima da barrica sem ser usada, fato que aumentaria os custos. Ou criar nova parceria com a vinícola Pinhal Alto que também adquiriria o mesmo produto que o nosso, em razão da quantidade mínima que os fornecedores ofereciam, mantendo-se as barricas na Pinhal Alto e compartilhando apenas o custo do transporte e dos mostos;

6) Para além de tudo isso, teria a questão da vindima (colheita da nova safra), que, no Rio Grande do Sul, geralmente ocorre no mês de fevereiro. Neste período, os produtores, sobretudo, as pequenas vinícolas, precisam desocupar os tanques de inox e barricas para ser colocada a nova safra.  

Diante de tantas questões e com reuniões semanais para tentar chegar a um consenso, foi sugerido realizar uma degustação conjunta em São Paulo no mês de outubro, com a presença do enólogo Lucas.

A ideia consistia em realizar dois eventos, um na sexta-feira à noite e outro no sábado pela manhã. No primeiro dia seriam degustados os vinhos que já estavam na barrica (merlot, cabernet sauvignon e o assemblage preparado pelo enólogo) para avaliar a evolução dos vinhos e se já estariam prontos para serem engarrafados. O segundo evento seria para escolher os vinhos do novo projeto, promovendo uma degustação às cegas com as seis uvas pré-selecionadas pelo enólogo.  

O mês de outubro foi escolhido, por alguns motivos, conciliar com um evento do Mentoria que ocorreria no mesmo final de semana, ser próximo da semana da Prowine, dar tempo aos membros que não moram em São Paulo poderem se organizar para participar do evento e, também, na logística de reuso das barricas, pois caso fosse escolhidas uvas de fornecedor diverso da Pinhal Alto, daria tempo de realizar o transporte para a vinícola antes da vindima.

 

 

Capítulo rolha, cápsula e rótulos.

Nos meses subsequentes à nossa primeira degustação, enquanto os vinhos descansavam e evoluíam nas barricas e em meio a dilemas, dúvidas e organização do evento em São Paulo, o GT trabalhava para elaboração dos rótulos, escolha da rolha e da cápsula.

No início, não sabíamos qual tipo de rolha escolher, sendo sugerido uma rolha inteiriça, mas após conversas e incentivo dos queridos Gianni Tartari, Anna Costa, Tomate e Cris, e seguindo a recomendação do mestre Gianni, optamos pela rolha Diam (5 anos), para evitar o Bouchonée. Nossa rolha contém o logo da confraria, o nome do vinho e o nome da vinícola Pinhal Alto que embarcou conosco nesse sonho.

A escolha da cápsula (cera ou alumínio) dependia do tipo de garrafa a ser adquirido, pois certos modelos só aceitam a cera e com a escolha das garrafas “Colchagua”, deu-se preferência a cápsula de alumínio que também seria utilizada pela vinícola para encapsular seus vinhos, facilitando a compra em grande quantidade.

Já os rótulos exigiram empenho e dedicação diferenciados do GT. Inicialmente, fizemos contato com empresas específicas que trabalham com elaboração de rótulos, conversamos com designers, analisamos os trabalhos que cada um fazia e concluímos que apesar dos mostruários serem muito bons, nenhum tinha a cara da confraria, pois faltava o laço de amizade, carinho e afeição que une os Monsters.

Então, foi lançado um novo desafio. Por que não elaboramos nosso próprio rótulo?

E, com base nas ideias sugeridas pelos membros do GT e modelos de rótulos já existentes no mercado, mostrando criatividade, competência e paixão membros do grupo de trabalho trouxeram vários protótipos e layouts para serem analisados pelo GT.

Nosso rótulo tinha que conter o nome do vinho, o logo da confraria, a vinícola, a uva utilizada, a safra, teor alcóolico, litragem, tempo de passagem por barrica, local de fabricação, o tipo de cultivo da uva, a forma de colheita da uva, a temperatura de serviço, a mensagem do vinho retratos, especialmente, elaborada por um de nossos confrades e o QR-code para acessar as redes sociais da confraria. Mas além dessas informações, conseguimos inserir no rótulo, o nome de todos os participantes do projeto, utilizando a arte que não foi utilizada nas barricas e várias fotos tiradas na vinícola Pinhal Alto. Um verdadeiro espetáculo.

Para os Monsters, missão dada é missão cumprida. E após várias reuniões do GT, análises das amostras trazidas pelas confreiras, modificações sugeridas, chegou-se a cinco modelos de rótulos, sendo pré-selecionados três, que em 28/08/2023 foram apresentados para todos os membros da confraria e do projeto vinho retratos, que em votação on-line escolheram o rótulo, sendo eleito o layout “A” com 47% dos votos.

 

Outubro de 2023. A degustação.

Outubro chegou, trazendo os Monsters espalhados pelo Brasil para a cidade de São Paulo e no dia 06 de outubro, nosso encontro ocorreu no Restaurante El Tranvia Itaim SP, num espaço especialmente preparados para nossa confraria, onde pudemos degustar as amostras do vinho Retratos junto com nosso enólogo.

Para essa noite o enólogo preparou duas amostras de Merlot, duas de Cabernet Sauvignon e três cortes de assemblage. Na degustação, os participantes provavam as amostras apenas com a indicação Merlot A, Merlot B, Cabernet Sauvignon A, Cabernet Sauvignon B e para o assemblage Corte 1, Corte 2 e Corte 3, sem saber o percentual de cada vinho.

Na amostra Merlot A tinha 90% do vinho da nossa barrica e 10% de Cabernet Sauvignon sem passagem por barrica, o Merlot B, 100% do vinho da nossa barrica. O Cabernet Sauvignon A era 100% com o vinho da nossa barrica; o Cabernet Sauvignon B, 90% do vinho da nossa barrica e 10% de cabernet sauvignon sem passagem por barrica. O corte 1 do assemblage continha 40% de merlot da nossa barrica, 40% cabernet sauvignon da nossa barrica e 20% alicante Bouschet; o corte 2, 50% merlot da nossa barrica, 50% cabernet sauvignon da nossa barrica; o corte 3, 40% merlot da nossa barrica, 40% cabernet sauvignon da nossa barrica, 10% alicante bouschet e 10% merlot sem barrica.

Finalizada a prova dos vinhos, passou-se a votação. A primeira questão a ser definida era se os vinhos estavam ou não prontos para serem retirados da barrica e 100% dos membros presentes optaram para retirar os vinhos das barricas. A segunda votação foi para a escolha dos vinhos, sendo eleito o Merlot A, o Cabernet Sauvignon B e o corte 3 do assemblage.

A noite rendeu mais um grande encontro entre os Monsters que saíram do El Tranvia saciados com o couvert, entradas (mix de chorizo, provoleta e salada araminda), prato principal (Bife chorizo, bife el tranvia, Vacio de fraldinha, salmão ou frango para os não são adeptos a carne vermelha) acompanhados de arroz biro-biro, papas souflée e farofa de ovos ou risoto de funghi para os vegetarianos e sobremesa (Torta negra com calda de chocolate quente e sorvete de creme e/ou torta de alfajor) e felizes com tanto carinho, amor e amizade.

Para os que conseguiram dormir depois da comilança, passamos para o dia seguinte. Um super Brunch no Hotel Renaissance SP, iniciando às 12:15 do dia 07 de outubro.  Para esse encontro, nosso enólogo levou seis amostras de vinhos varietais, os participantes receberam uma ficha para pontuação da escolha do seu vinho e a taça Monster especialmente feita para esse evento. A degustação foi feira às cegas, sendo pontuado na ficha apenas o número da amostra 1, 2, 3, 4, 5 e 6, numa escala de 0 a 10, onde 10 seria a sua amostra preferida, 8 para sua segunda amostra e 0 a amostra que você menos gostou.

Preenchida a ficha de pontuação, foi disponibilizado um formulário do google forms, em que cada participante colocaria sua ordem de escolha das amostras. Finalizado o preenchimento do formulário e antes de ser divulgado o resultado final, o enólogo Lucas revelou qual uva tinha em cada garrafa, sendo a amostra 1 (Cabernet Franc), amostra 2 (Teroldego), amostra 3 (Merlot), amostra 4 (Marselan), amostra 5 (Ancellota) e amostra 6 (Tannat). E às 14:46 foi divulgado no grupo do vinho monster a votação que cada amostra recebeu, saindo o resultado das amostras vencedoras às 14:48, sendo eleitas a amostra 4 (Marselan) e amostra 6 (Tannat).

Finalizado mais um evento de sucesso com os Monsters que retornaram para seus lares com um sentimento de gratidão pelo final de semana vivido.

 

Novembro de 2023. Pode chover, relampejar, trovão roncar, raio cair.

O mês de novembro foi marcado por chuvas e temporais intensos na região do Rio Grande do Sul com perdas significativa de vidas, destruição de casas, pontes, estradas e vinhedos.

Mesmo diante das dificuldades impostas, nosso enólogo conseguiu realizar o transporte dos vinhos Marselan e Tannat da plátanos e da multivinhos para a Vinícola Pinhal Alto e no dia 22 de novembro, a 1ª edição do Vinho Retratos foi retirada das barricas, que passaram pelo procedimento de lavagem e preparo para receberem a 2ª edição do Vinho Retratos, com as uvas Marselan e Tannat. Dia 23 de novembro a primeira edição do Vinho Retratos foi envasada com sucesso, tendo direito a Reels no instagram e divulgação nas redes sociais.

Os Monsters estavam radiantes e cheios de orgulho pela finalização dessa etapa e esperavam ansiosos pela chegada das garrafas em suas residências.

 

Dezembro de 2023.

O mês de dezembro foi de muito trabalho para a Pinhal Alto que recebeu a impressão dos rótulos e selos Monster, rotulando todas as garrafas, separando a cota de cada membro do projeto, fazendo cálculo para frete e entrega das garrafas.

 

Janeiro de 2024. Ano novo. Vinho novo.

A exceção de um confrade sortudo que mora aos redores da Vinícola Pinhal Alto e foi retirar os vinhos direto na fonte, os demais membros do projeto começaram a receber os vinhos em suas casas a partir de oito de janeiro e sempre que alguém recebia, postava no grupo gerando uma grande alegria e expectativa para aqueles que ainda não tinham recebido. Dia 18 de janeiro para sossego do nosso confrade Potiguar sua cota de vinhos chegou ao Rio Grande do Norte e dia 22 a adega de Itu ganhou reforço de peso com a entrega das cotas do Vinho Retratos.

E com a última entrega realizada em 22/01, oficialmente, foi escolhido esse dia como o aniversário do Vinho Retratos. Agora na abertura de nossas reuniões mensais já temos um aniversariante no mês de janeiro para homenagear.

 

Março de 2024. Elaboração da ficha técnica.

Os vinhos entregues em janeiro permaneceram descansando em garrafas até dia 08 de março, data agendada para degustação oficial do Vinho Retratos.

Todos os participantes do projeto foram comunicados da data e convidados para participar da degustação oficial e elaboração da ficha técnica. Aqueles que aderiram a ideia puderam escolher qual dos três vinhos queriam degustar e receberam um e-mail com a ficha de degustação.

No grande dia com todos os participantes on-line foram passadas algumas informações de como se daria a dinâmica da degustação e posteriormente, três salas de degustação foram formadas, uma para degustar o Retratos Unânime, outra para o Retratos Vertente e uma terceira para o Retratos Encontro.

Ao final, voltamos todos ao grande grupo para falarmos sobre as avaliações dos vinhos. E a impressão geral foi muito positiva, pois os vinhos se mostraram com uma cor rubi brilhante, aromático, com notas de frutas, carvalho e especiarias, acidez média para alta, taninos presentes e marcantes, sendo considerado um vinho fino e equilibrado com um bom potencial de guarda, tendo o nosso enólogo Lucas comentado em guarda de até 10 anos. A noite seguiu seu ritmo cotidiano com a turma do fundão encerrando a grande noite.

E assim encerramos uma parte da história do nosso vinho, contando um pouco aquilo que vivemos e vivenciamos juntos para se chegar ao Vinho Retratos, um sonho construído e realizado por muitas mãos.  

Os próximos capítulos serão escritos por cada participante, sempre que abrirem uma garrafa do Vinho Retratos com seus amigos e familiares ou ao presentear alguém especial.

26 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

ANIVERSÁRIO MONSTERS: EVENTOS INCRÍVEIS - ITU PARTE 2

Boa tarde, Monsters! Tenho certeza que vocês estavam com saudade. Eu também. Já que estamos completando 2 anos de confraria e, a essa hora, todos estão curtindo o presente surpresa(mesmo os que estão

2 Yorum


É muito bom fazer parte deste sonho!

Beğen

História maravilhosa e inesquecível!!

Relembrar tudo que vivemos é incrível. Isso é só o começo, temos muitos sonhos para realizar!! Parabéns Monsters!! ❤️🍷

Beğen
bottom of page